Quarta-feira, 14 de Março de 2012

Morangos com Açúcar em risco de acabar

Morangos com Açúcar em risco de acabar

 

Nove anos depois, o projeto Morangos com Açúcar pode ter os dias contados. Para já, o elenco da série emagrece e o futuro pouco risonho (ou não!) à TVI pertence.

Foi em 2003, na “era” de José Eduardo Moniz na TVI, que este idealizou uma série virada para um público jovem, à semelhança da brasileira Malhação, que a SIC exibia na altura. Com pouco investimento, Morangos com Açúcar tornou- se a “galinha dos ovos de ouro” da estação de Queluz na formação de jovens talentos.

Nove anos depois, a série é um dos produtos mais rentáveis da casa em termos de ficção. Contudo, e prestes a celebrar uma década, correm rumores de que não haverá continuidade da nona temporada de Morangos. O diretor do projeto há já vários anos é peremptório: “Acho piada quando os boatos surgem”, começa por nos dizer Hugo de Sousa, acrescentando: “Oficialmente, não está nada decidido!”
Oficial ou não, a verdade é que na Plural não se fala de outra coisa. Contudo, para Hugo de Sousa seria impensável acabar-se com este formato de sucesso. “Entristecia-me um corte radical agora. Acredito que os Morangos podem surgir de uma forma diferente, num novo formato. Isso acho que sim, não forçosamente com um nome diferente. Podem renascer de uma outra forma”, afirma, não pondo de lado a hipótese de haver uma interrupção: “Se para isso tiver que existir uma pausa, não me importo nada, antes pelo contrário.” 
Quanto ao verão da temporada que está em exibição – a nona –, e cujas gravações se iniciam ainda este mês, o diretor de projeto garante novidades: “Vamos ter muita praia, também vamos para zonas mais fluviais”, diz, referindo-se à praia fluvial da barragem de Castelo de Bode, mas não só, afiança: “Vamos ter atores novos, desportos novos, algo um bocadinho mais radical!”
José Fragoso, o diretor de Programas da TVI, parece pouco seguro da continuidade do formato. “Neste momento não posso dizer que não haverá Morangos com Açúcar X. Estamos numa fase em que é importante avaliarmos os produtos de ficção nacional que temos e é ainda prematuro falar sobre a próxima edição”, diz. Contudo, a porta está aberta a mudanças. “O que tem acontecido até agora é que não há interrupção de uma série para a outra e este ano, devido à conjuntura económica, pode perfeitamente acontecer isso. Mas é muito cedo para certezas.”


Lista de dispensas
Independentemente do futuro de Morangos com Açúcar, a Plural, produtora da série, já reuniu com vários atores e deu-lhes o veredicto: não passam para a série de verão, cujas gravações vão arrastar-se até à primeira semana de maio. Isabel Garcia (Cristina Areia), Carmen Freire (Rosa Villa), Vítor Soares (João Cabral), Nuno Dias (Michael Jerson), André Santos (Sérgio Vicente), Roberto Freire (Heitor Lourenço), Tiago Soares (Afonso Lopes) e Diana Branco (Alexandra Leite) ficam por aqui e foi-lhes comunicado que não podiam ficar com toda a gente. Cris tina Areia , uma das visadas, desabafou à TV 7 Dias: “Fiquei triste e senti a despedida das pessoas. Já calculava e sabia que isso ia acontecer. Já deitámos umas lágrimas, deixámos aqui amigos e temos uma relação muito forte. Adorei trabalhar neste projeto.”

Consciente da instabilidade que é a sua profissão, a filha do também ator Carlos Areia diz sentir-se “insegura que nem um passarinho”, até porque “isto acontece muito na nossa profissão. Já se sabe que nos Morangos de verão fica mais o elenco jovem.”

Apesar do adeus ao projeto, Cristina Areia vai embora com a sensação de dever cumprido: “Parto a saber que o meu trabalho foi elogiado. Ficar ou não ficar nos Morangos não é ser premiada ou não, tem a ver com outros fatores. A minha casa tem de ir abaixo porque vão construir outras zonas de verão e precisam daquele espaço.” Ainda assim, despede- se com vontade de regressar: “A televisão é muito importante. O facto de ter feito um bom trabalho seria um degrau para subir e ter outro trabalho, mas não depende de mim”, assegura.
Já Heitor Lourenço estava à espera. “É uma coisa normal, já estava implícito. Fui contratado para uma série normal e depois a de verão é outro segmento.” Sobre o futuro, preferiu não tecer qualquer comentário: “Não estou no desemprego. Não vou falar sobre isto no momento.”

 

Outras saídas
No entanto, a lista de dispensas chega a mais sectores. Para reduzir despesas, a Plural tem mandado embora técnicos e pessoas com muitos anos de casa, como foi o caso de Graciosa, a rececionista que trabalhava para a produtora há já 15 anos. “A telefonista era uma das senhoras que me lembro desde sempre na Plural. É triste. Fecha-se um ciclo. Termina uma era”, lamenta Cristina Areia, que no dia 1 de março gravou a sua última cena na série da Casa da Criação. “Vou gravar hoje [n.r.: quinta-feira] a minha última cena, só posso adiantar que acabo em bom. Vou terminar muito feliz.”

Ivan Coletti, que esteve ligado à Plural durante 19 anos, também vai embora. “Estou num processo de saída com a Plural”, diz este profissional, que acumulou várias funções na empresa. Atualmente, Ivan estava ligado ao departamento criativo da Plural.

sinto-me: TV7 Dias
Autor: Diogo Monte às 20:30
Link do Post | Comentar

 

Conheça o final de ''Mora...

Morangos com Açúcar em ri...

Março 2014

Outubro 2012

Setembro 2012

Agosto 2012

Julho 2012

Junho 2012

Maio 2012

Abril 2012

Março 2012

Fevereiro 2012

Janeiro 2012

Dezembro 2011

Novembro 2011

Outubro 2011

Setembro 2011

Agosto 2011

Julho 2011

Junho 2011

Maio 2011

Abril 2011

Março 2011

Fevereiro 2011

Janeiro 2011

Dezembro 2010

Novembro 2010

Outubro 2010

Setembro 2010

Agosto 2010

Julho 2010

Junho 2010

Maio 2010

Abril 2010

Março 2010

Fevereiro 2010

Janeiro 2010

Dezembro 2009

Novembro 2009

Outubro 2009

Setembro 2009

Agosto 2009

Julho 2009

Junho 2009

Maio 2009

Abril 2009

Março 2009

Fevereiro 2009

Janeiro 2009

Dezembro 2008

Novembro 2008

Outubro 2008

Setembro 2008

Agosto 2008